sábado, 17 de dezembro de 2016

Sem tempo ou sem coragem

Não tenho tempo...
E eu, respondo em silêncio que o que tu não tens não se chama tempo. Chama-se coragem.
Vão passar horas e dias e até meses.
E o tempo, esse tempo que tanto dizes precisar, nunca mais chega.
Não chega porque tu, consciente ou inconscientemente, não queres que chegue.
Na verdade, o que te falta não é o tempo, mas sim a coragem!
O tempo, coitado, é apenas uma desculpa... a melhor que encontraste para fazeres o teu caminho ao engano.
Ou então, o engano é meu...
A falta de coragem prende-te à vida que tens.
Sei que não és feliz. Não preciso que o digas.
Mas, inevitavelmente, também sei que, por falta de tempo, de coragem, ou mesmo por comodismo, vais ficar preso ao que tens.
Gostava que fosse diferente. Gostava de estar enganada... Gostava que tivesses coragem para enfrentar o medo e para cortares as correntes que te prendem.
Gostava que viesses ser feliz.
Com tanta falta de tempo...
quando olhares para trás...
vais ver que a vida já passou!

Sem comentários: