sábado, 7 de novembro de 2009

Paz...


Preciso. Preciso muito. Preciso MESMO muito... de encontrar paz.

3 comentários:

Daniel Silva (Lobinho) disse...

A Paz... Um imperatico categórico e sem o qual todos ficamos à deriva, metidos no barulho do mundo.

Mas talvez que a Paz comece em nós mesmos, tentando evitar tudo o que é mau, purulento, deixando entrar apenas, não elogios e ondas de amor/paz, mas a claridade seja do que for.

Deixar entrar a escuridão é uma ofensa ao Amor, à vida e à Paz que tanto precisamos. Todos.

Fernanda João disse...

Como conseguimos controlar o corropio de pensamentos que nos atormentam, mesmo enquanto, deveriamos descançar, para que esse imperativo categórico não nos fuja? Também eu Preciso MESMO MUITO de encontrar PAZ, nem Nele estou a conseguir encontrar a suficiente...
Que fazemos amiga?

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Passa no meu canto e divulga também para quem te segue. Seria que bom que comparecesses.´Ninguém se conhece e seria uma boa maneira de também conheceres quem te segue e lê..

Obrigado