sábado, 18 de abril de 2009

Será nosso...

Por entre a correria e a azáfama em que os meus dias se tornaram, fui conseguindo arranjar momentos, até bastante longos, por sinal, para me encontrar com a pessoa mais importante da minha vida: EU!
Pode parecer egoísmo. Mas não é. Pode parecer narcisismo. Mas não é. Pode parecer aquilo que quiserem. Mas só é aquilo que EU quiser!
Antes, quando a correria já existia, não tinha tempo para estar a sós no meu castelo...
Castelo esse que tem levado muitos anos a construir e, por vezes, para colocar mais uma pedra e para a deixar bem presa, tem sido entre lágrimas, sofrimento, desilusões, tristeza...
Não digo que esteja terminado... Porque não está. Pelo contrário! Ainda há muito para fazer... Contudo, o que tenho, enriquece-me a cada dia que passa e o que sou, torna-me única.
As pedras que tenho carregado não têm sido fáceis de transportar, mas com umas mãozinhas especiais e que aparecem de vez em quando, lá vou conseguindo...
Não quero perder a força que tenho ganho...
Não quero perder a coragem com que tenho enfrentado as tempestades que teimam em surgir de forma inesperada e me tiram o alento...
Não quero perder a esperança de que um dia o meu castelo não será só meu... SERÁ NOSSO! E será nosso quando te encontrar... ou quando apareceres...

5 comentários:

Storyteller disse...

Olha, e eu espero que me convides para a formação do castelo a dois, sim?
Pondo de lado a parvoíce, fazes muito bem em pensar só em ti, em preocupares-te só contigo, em seres um pouco egoísta.
Realmente, as tuas pedras têm tido tamanhos diversos. Umas parecem pedra-pomes; outras são mais granitos. Mas todas elas tens conseguido transportar e construir o que tu és.

Porque acredito no amor disse...

apesar das vezes em que o peso é tanto que chega a ferir... a esperança está cá sempre e é a última a morrer...

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Ao longo do texto vais dizendo que, no final, tudo o que fazes é para partilhar. Logo, aquilo que julgas ser egoísmo, nao o é. Mas pode haver aqui um problema: apesar de estares a construir com o preço dos sentimentos, do sacrificio... nao esperes apenas. Partilha também a tua incompletude. Por certo nunca encontrarás ninguém que esteja já completo...

Gostei muito

Porque acredito no amor disse...

Daniel

Obrigada!
Volta sempre:-)

Anónimo disse...

Nem sei como dizer o quanto me agrada ler este texto escrito por si... Porque vem na sequência de um crescimento que, como sabe, sempre considerei muito importante para que esteja em paz consigo mesma... O resto surgirá... Porque a vida é mesmo assim...
Muitos parabéns por esta caminhada!!!
Bjs
AS