quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

E agora?!?

Digamos que nunca gostei de me arrepender de não ter feito alguma coisa. Portanto, arrisco sempre consciente de que nem sempre as coisas correm bem...
Agora, mais uma vez, vou arriscar... Mas a verdade é que estou assustada!
Isto de falar com um desconhecido tem muito que se lhe diga!
Sobretudo quando é para falar sobre mim! Não haverá por aí um caminho mais fácil? Sempre falei de mim com os meus amigos (só alguns!), com aqueles em quem confio plenamente, mas desta vez arrisco falar com um desconhecido...

6 comentários:

Storyteller disse...

Muitas vezes falar com desconhecidos ajuda. Porque não nos conhecem de lado nenhum. Não conhecem o nosso percurso de vida. Não têm pré-conceitos sobre nós.
A maioria das vezes resulta, mas outras vezes não. O essencial é que haja empatia entre ti e o desconhecido; caso contrário... está tudo estragado!
Mas acredito que vai correr bem e que o desconhecido vai ser uma ajuda. Pode não te mostrar o caminho, que não é para isso que os desconhecidos servem, mas vai fornecer-te as ferramentas necessárias para tu própria encontrares e fazeres o teu caminho.
Fácil não será certamente, mas as coisas boas da vida não são obtidas de forma fácil.
A única coisa que te posso dizer é desejar-te boa sorte e que este desconhecido consiga fazer a diferença.

Porque acredito no amor disse...

Pois... Eu espero que ele faça a diferença... Contudo, o receio é grande dada a minha dificuldade em falar com desconhecidos!

Storyteller disse...

Eu penso que o que vai ser penoso são os cinco minutos iniciais: quebrar o gelo, sentires-te à vontade, estabelecerem regras... a partir daí vai ser sempre a rasgar os céus!
Além disso, o desconhecido tem um nome próprio catita... para mim, pelo menos!

Porque acredito no amor disse...

Mete nome catita nisso! Para ti?!? E para mim???? Quase que me sinto perseguida... mas isto deve ter alguma explicação. Vamos ver se a descubro :-)

Storyteller disse...

Olha... Freud explica! Ou não! Ou não... de qualquer forma, o nome do desconhecido continua a ser bem catita!

Mamã do Raúl disse...

Tu falares com um desconhecido??!!Bem, agora começo a ficar deveras preocupada...também ando para aqui atarefada com umas cositas (chamemos-lhe assim...)mas, e tu??!!Qui passa?!!!

E a propósito do nome, ainda não sei de nada, mas só por este comments, aposto que adivinho o nome do dito cujo!!!